A Cidade dos Vampiros


    Dictionariu

    Compartilhe
    avatar
    Narrador
    Admin

    Mensagens : 36
    Data de inscrição : 13/02/2014

    Dictionariu

    Mensagem por Narrador em Dom Fev 16, 2014 11:48 pm




    Muitos termos são particulares na sociedade dos Vampiros, nem sempre sendo de mesma interpretação dos humanos, podendo provocar confusões quando lidas ou meramente comentadas. Para tanto, aqui estão listadas o significado de alguns termos utilizados na crônica, sendo que será frequentemente atualizado conforme for a necessidade. Caso saibam, criem ou algum termo não foi mencionado, procure a narração para que seja disponibilizado nesta lista.


    A

    # ALTHING: Nome dado às Assembléias do Vrykolakas para decisões e julgamentos entre os membros do Bando, regido pelo Jaärl o lídere de todos os Bandos da região da Corte (podendo estender por mais de uma Corte). Durante esse evento poderá invocar a Monomancia.

    # ANTIQUU: Ou “Antigo”, “Ancião”, assim chamado aqueles com mais de 1000 anos.



    B
    # BANDOS: Referência utilizada pelos Vrykolakas, sendo que não existe um único bando, mas diversos conforme sua especialidade de ação.

    # BASIU: Ou “Beijo”, sendo o ato de se alimentar do sangue mortal, provocando forte êxtase ao vampiro e ao humano.

    # BASTARDO: Ou “Caitiff”, aqueles criados e abandonados por seu criador, sendo não reconhecidos na Corte.



    C

    # CASTAS: Referência utilizada pelos Strigoi para definir sua Linhagem, sendo esta dividida em Conterries.

    # CONTERRIES:Grupos existentes na Casta Strigoi, responsável pelo controle de alguma organização mortal como política, judiciário, mídia e artístico. É liderado por um Magistrado.

    # CONSILIARIU: Aqueles que formam o Conselho de uma Corte na decisão e julgamento de interesses da Família.

    # CORTE: São as cidades regidas pelos vampiros, a sociedade por trás da sociedade humana.

    # CREATIAN: Ou “Criança”, assim chamado aquele recém-criado até ser apresentado á Corte, sendo posteriormente chamado de Infante.

    # CREATIONE: Ou “Criação”, sendo o ato de transformação de um humano em um vampiro, sendo necessário drenar o sangue da vítima e oferecer-lhe o sangue de vampiro de modo a substituir aquele perdido. O ritual varia conforme a Linhagem, mas deve obter a permissão do Priscus.

    # CONVENÇÕES: Casa particular dos Strigoi, onde apenas membros da Casta se reúnem para suas conversações e políticas restritas às conterries da Linhagem.

    # COVIL: Local particular dos Vrykolakas, onde ocorre as reuniões e festividades, dentre outros assuntos pertinentes aos Bandos da Linhagem.



    D

    # DIABLERIE: Ato de se alimentar de sangue vampiro até sua Morte Final, considerado um crime punido de morte na Corte. Entre os Vrykolakas é o ritual a ser cumprido na derrota da disputa de poder na liderança dos Bandos, sendo considerado uma maneira de honrar o perdedor.



    E

    # ELÍSIOS: Local de reunião onde os vampiros podem se reunir sem a restrição da Máscara, mas onde também não é tolerado agressões e nem uso de suas habilidades.



    G

    # GHULS: Ou “Carniçais”, servindo de lacaios e alimentados por um vampiro.



    H

    # HEREGES: Assim chamados aqueles que abdicaram sua Casta/Bando e não mais reconhecidos em sua Linhagem.

    # HIRÖMENN: Referência para soldados, os responsáveis pela guarnição do Bando. Restrito aos Vrykolakas.



    I

    # INFANTE: Aqueles reconhecidos pela Corte que ainda se mantém vinculado ao seu criador.

    # IRMANDADE: Organização criada por aqueles que abdicaram suas Linhagens, sendo os únicos a aceitar os Bastardos.



    J

    # JÄRL: Jargão utilizada pelos Vrykolakas para definir o líder de todos os bandos de uma região ou cidade, nem sempre aquele que assume a posição de Priscus.



    K

    # KÄRLS: Assim chamados os líderes de cada um dos Bandos dos Vrykolakas.



    L

    # LICTORS: Antiga ordem da Inquisição, apontado como responsáveis pela destruição da Corte Cátara, composto de membros do clero eclesiástico da Igreja Católica. Também chamado de Templários ou Cavaleiros de Cristo.

    # LYCANS: Criaturas viventes no Vale Verde, conhecido nas lendas humanas como Lobisomens. Embora não sejam criaturas eternas como vampiros, o seu tempo de vida supera aos dos humanos. Quanto mais antigo, mais forte são.



    M

    # MAGISTRADO: Referência dada aos líderes de cada uma das Conterries dos Strigois, sendo membro da organização do Diretório da Convenção.

    # MEMBRO: Referência dada entre os vampiros, geralmente indicando também aquele que não mais está sob a proteção de seu criador, ainda que mantenha um vinculum.

    # MONOMANCIA: Ato de invocar a disputa de liderança dos Bandos Vrykolakas, sendo preciso o apoio da maioria para validar o duelo.

    # MORGLAM: Uma das ordens da Linhagem Vlokoslak, sendo chamados de bruxos ou sacerdotes dos Templu.



    N

    # NOSFERATU: Desgarrados dos Vrykolakas, mas que não abdicaram a Linhagem. Vivem no submundo das Cortes devido sua desfiguração excessiva.

    # NORMUS: Referência dos vampiros para definir os mortais dos sobrenaturais.



    P

    # PREMYSL: O mais Antigo vampiro conhecido, geralmente pertencentes ao Altu Consiliu. Geralmente não possuem menos de 2000 anos.

    # PRIMAS: Referência ao tráfico de informações na Corte, assim como pelas intrigas e pela posição social dos membros da Corte.

    # PRISCUS: Assim chamados os representante de cada Linhagem em uma Corte, agindo como Magistrado do Regente da Corte.

    # PROGENITOR: Responsáveis pela administração das Cortes de cada região ou Estado Nacional, representantes do Consiliu e os únicos permitidos de convocar um Concílio numa Corte.



    R

    # REFÚGIO: referência dada a casa de um vampiro, onde encontra abrigo e proteção durante o dia. Os Vrykolakas e Vlokoslak tendem chamar de Reduto.

    # REGENTE: Aquele nomeado pelo Conselho para assumir a Regência de uma Corte.



    S

    # STRIGOI: Linhagem pura de vampiros que reúne uma casta política. No sistema V:tA seria representados pelos Giovanni, Lasombra, Setite, Toreador, Ventrue.



    T

    # TEMPLU: Espaço particular dos Vlokoslak, sendo desconhecido sua localização exata para a Corte. Eles mantém uma “Convenção” no distrito central da Corte para reuniões gerais e recepção de convidados para outras Linhagens.

    # THRALS: Como são chamados os Carniçais dos Vrykolakas, servindo também para referenciar escravos no Bando.

    TRIBÈIN: Referência à “Corte” dos Lycans, ou a reunião restrita do grupo.



    V

    # VIGER: Responsável pelo policiamento da Corte, agindo conforme as ordens do órgão regente. Tem o acompanhamento dos Delegatus e pela coordenação dos Wardja, ou Guardiões.

    # VINCULUM: Ou “Laço de sangue”, sendo referência para aqueles que criam um elo com um vampiro e reconhecendo sua dominação, seja na criação ou quando submetido a ingerir o sangue de um vampiros por três noites consecutivas.

    # VLOKOSLAK: Antiga Linhagem considerada extinta, ressurgindo em meados do século XIX (embora haja indícios desde século X). São considerados os Degenerados pelas outras Linhagens por se alimentarem unicamente de outros vampiros. No sistema V:tA seria representados pelos Tremere e Tzimisce.

    # VRYKOLAKAS: A Linhagem considerada guerreira entre os vampiros, sendo considerados os mais bestiais e típico das lendas. No sistema V:tA seria representados pelos Assamites, Brujah, Gangrel, Nosferatu, Ravnos.



    Z

    # ZEALOT: Uma das ordens da Linhagem Vlokoslak, sendo constituídos por guerreiros e responsáveis pela segurança dos Templu.

    # ZELATORE: O responsável pela administração dos Elísios de uma cidade, geralmente nomeado pelo Conselho.



      Data/hora atual: Ter Jul 25, 2017 9:31 am